Informações


Qual o custo para contratar a segurança privada?

Ano após ano tem crescido a procura pelos serviços de vigilância patrimonial privada. São empresas dispostas a investir na proteção de pessoas e do seu patrimônio diante da onda também crescente de violência que assola praticamente todo o país. E quando se pensa em contratar um serviço como este, uma das primeiras dúvidas que todo empresário tem é: quanto custa a segurança privada?

A resposta para esta pergunta requer uma série de informações que, juntas, definem o investimento a ser feito. A quantidade de vigilantes, os equipamentos que serão empregados, a área a ser protegida, a tecnologia que se precisa utilizar e os fatores que tornam o risco maior ou menor são critérios a serem considerados. Vamos analisar cada um dos pontos para ajudá-lo a compreender o cálculo.

Quantos vigilantes serão necessários?

A quantidade de vigilantes que serão empregados na segurança privada da sua empresa é essencial na hora de definir os custos. Para isso, deve-se levar em consideração alguns aspectos como a extensão da área a ser protegida, o número de funcionários da empresa, a condição de vulnerabilidade e, claro, o patrimônio que precisa ser guardado.

Extensão da área influencia

A extensão da área a ser protegida influencia muito no orçamento. Acontece que o emprego de homens e equipamentos está diretamente relacionado a isso. Uma área muito extensa pode exigir, por exemplo, uma quantidade maior de vigilantes e também o uso de veículos para rondas constantes e para que os eventuais deslocamentos sejam feitos de maneira mais ágil.

Segurança armada ou não?

É preciso fazer uma análise aprofundada para saber se a segurança terá que ser feita por homens armados ou não. Isso interfere de forma ainda mais significativa no cômputo. Além disso em alguns casos se faz necessário o uso de outros equipamentos, como motos.
A decisão sobre o uso de armas passa, entre outros aspectos, pelos índices de criminalidade da localidade onde a empresa a ser protegida está sediada. Locais com altas taxas de crimes exigem mais recursos e, portanto, o custo passa a ser mais elevado do que quando se trata de pontos nos quais os índices são menores.

Afinal, então quanto custa a segurança privada?

Percebeu como são vários os fatores a serem considerados antes de se definir quanto custa a segurança privada? Assim, ao tomar a decisão de contratar o serviço de vigilância, solicite uma análise de sua empresa para que possamos avaliar cada um dos aspectos e indicar qual o melhor caminho a seguir e o investimento correto diante das suas necessidades. Entre em contato e saiba mais sobre como podemos ajudá-lo.

Entre em contato e saiba mais sobre o que podemos fazer pela sua empresa (19) 3478-7799 |
comercial@protecaoevigilancia.com.br